Projetos

Avaliação do sucesso da restauração através de indicadores de sustentabilidade: o caso da cidade do Rio de Janeiro

O projeto tem como objetivo avaliar o sucesso da restauração em projetos realizados na cidade do Rio de Janeiro através do uso de indicadores de sustentabilidade (ecológicos, econômicos e sociais).

Considerando a complexidade dos fatores ecológicos, econômicos e sociais na área originalmente ocupada pela Mata Atlântica, a avaliação de iniciativas de restauração no bioma através de indicadores de sustentabilidade representa um importante passo para a consolidação de uma visão mais integrada da restauração.

O uso de indicadores de sustentabilidade representa um grande potencial para avaliação de projetos de restauração em ecossistemas com elevada diversidade (e.g. Floresta Tropical) e estrutura social heterogenia, com elevados contrastes socioeconômicos (e.g. cidade do Rio de Janeiro). 

Dentro do contexto regional, nacional e internacional de desmatamento e onde ambiciosas metas de restauração têm sido impostas, destaca-se, na cidade do Rio de Janeiro desde a década de 1980, o projeto “Mutirão de Reflorestamento”, coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro (SMAC).

Uma característica marcante do Mutirão de Reflorestamento, além da restauração de cerca de 3.000 hectares de floresta nativa, é o envolvimento com a comunidade e a geração de postos de trabalhos voluntários nas etapas de implantação e manutenção do projeto.

Os parceiros do projeto “Avaliação do sucesso da restauração através de indicadores de sustentabilidade: o caso da cidade do Rio de Janeiro” são: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Columbia University, Instituto Internacional para Sustentabilidade (IIS), Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro (SMAC).  

 Estágio: em andamento.

 

Morro Dois irmãos (1998 e 2008). (Fonte: Diário do Rio)

 

Equipe Mutirão de Reflorestamento atuando nas encostas do Morro da Formiga. (Fonte: O Globo)

 

Trabalhadores do Mutirão de Reflorestamento atuando nas encostas das comunidades do RJ. (Fonte: Rede Globo)

Parceiros:

FAPERJ Columbia University

Compartihe: